"E Deus os abençoou, dizendo:

Frutificai e multiplicai-vos, e sujeitai a terra."

Gênesis 1:28

Compreensão

Estamos vivendo os últimos dias e o Rei das Nações em breve tomará seu trono de glória a partir de Sião. Sendo assim, os que nasceram de novo e recobraram sua consciência sacerdotal precisam estar alinhados com o tempo e o modo para que junto Dele discipulem o mundo. Por isso; é preciso saber quem somos, qual nosso papel e a finalidade de nossa existência para que vivamos a plenitude daquilo que fomos gerados Nele para ser e fazer. Dotada de mente a humanidade tem a capacidade de ser condutora da glória e da presença do Todo Poderoso e legislar em favor de sua justiça, verdade e misericórdia. Infelizmente, o pecado contaminou a responsabilidade sacerdotal da realeza divina, os quais eram responsáveis em manter o curso devido do propósito original de Deus e por conta disso a intercessão entre o céu e terra se perdeu como ponto de contato da esfera espiritual com a vida. É preciso nos reconectarmos a essência de nossa fonte soberana e restaurar o Reino devolvendo o universo ao Eterno. A partir da regeneração produzida pelo Espírito, através do sacrifício vicário do cordeiro somos reconectados ao Aba e recebemos uma nova identidade: Filhos Governantes; Aqueles que avançam no propósito de restaurar.

Conscientização

A ciência passou a explicar a existência de três reinos: Animalia, Mineral e Plantae. Erroneamente, a biologia aloca o ser humano na categoria animal apresentando-o como um ser vivo apenas dotado de razão, o que o difere dos demais. Entretanto, entendemos que a raça humana, é muito mais do que isso, seria simplista e raso defender intelectualmente tal visão. A verdade é que esta nação foi desenvolvida a partir da imagem e semelhança do Eterno Criador, com um DNA refinado, pertencendo a uma estirpe diferenciada, conforme as escrituras sagradas nos revelam em 1Pedro 2:9 Porém, vós sois geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, cujo propósito é proclamar as grandezas daquele que vos convocou das trevas para sua maravilhosa luz.

Convergência

Vamos unir príncipes dispostos a ouvir o céu e manifestar na terra o que o Eterno Rei tem dispensado para este período da igreja. Precisamos conhecer realidades espirituais que nos mobilizem a viver este nível de vida. A composição do homem é divina, foi erguido como um embaixador celeste, o qual representaria D’us sobre o planeta governando sobre todas as coisas que existem debaixo do céu e sobre este território. Um ser composto por dois elementos especiais: O Barro o que lhe dá legitimidade para a jurisdição da terra por ser constituído da mesma matéria e o Sopro de vida, uma centelha da eternidade que o torna a conexão espiritual ideal entre o criador e a criação. Deus abençoou e ordenou que frutificasse, multiplicasse e por fim governasse sobre o que existe.