16 a 20 de novembro

 

 

Voltada a ministros de louvor, esta escola oferece um tempo de capacitação e reflexão sobre a vida musical no Corpo de Cristo. Sem dúvidas, existe um papel espiritual da música como intercessão entre céu e terra.

É importante pensar de forma ampla, sobre os diferentes aspectos que envolvem o papel litúrgico da música. Composição, Liberação profética, instrumentos, voz, conjunto da orquestra, organização de ensaios e o mais importante: O caráter do ministro, enfim, um campo que se alarga a medida que desenvolvemos o tema. Sendo assim, criamos uma escola intensiva, com duração de uma semana, aonde o ministro de louvor é submetido a todas as vertentes que regem o seu sacerdócio.

Há quem separe a vida devocional do músico, da esfera técnica de sua atuação na vida da igreja, o que é indivisível. É importante lembrar que não há duas vidas e que para o sacerdote tudo está integrado. Talvez o que precise ser restaurado realmente seja o papel sacerdotal de quem se move na área da canção. Não queremos restaurar a música, pois a música não caiu da graça de Deus, quem caiu foi o homem, por isso, nosso foco é restaurar o músico, pois se sua identidade sacerdotal como ministro do Deus altíssimo for redimida todo seu ofício também será reposicionado em um lugar de perfeita adoração. Tanto os conceitos que tocam a atmosfera mística quanto os padrões técnicos que envolvem o ofício são relevantes. A música, enquanto sacrifício de louvor ao Eterno e único Deus, sempre teve um papel preponderante na adoração. Entretanto, erra quem limita o louvor ao tempo estimado de ministração congregacional.

Local

47 3405.5800

atendimento@mevam.org.br

Investimento

R$ 999,00

*Cada participante é responsável pelo seu translado até o local da escola.